Após polemizar ao vestir a camisa do São Paulo, com um esparadrapo no símbolo, para uma confraternização de fim de ano com Denilson, Jorge Henrique já confirmou presença para o próximo evento.

Em seu perfil no Twitter, o atacante corintiano se disse aberto para próximos convites, mas fez um adendo. “Eu que agradeço o convite. pode me chamar para a próxima. Só vamos trocar o uniforme para não ter polemica! Kkkk”, escreveu o corintiano em mensagem para o volante do São Paulo.

Jorge Henrique já havia usado sua conta antes para rebater as duras críticas que sofreu por ter usado a camisa são-paulina.

“Não viajei tres horas de carro para chegar na pelada de um amigo e colega de profissão e não brincar por causa da camisa. Para quem não estava lá, vale dizer que fiz um gol e fui abraçar uma turma de corintianos que foram lá prestigiar. Ninguém foi embora por causa da camisa. E também não tenho nada contra o torcedor do São Paulo. Respeito como todos os outros, mas sou corintiano de coração. E não vai ser um pano que vai mudar meu sentimento”, escreveu pouco depois de lembrar da conquista do Mundial.

“Quero dizer para alguns torcedores corintianos que nós acabamos de ser campeões do Mundo e vocês estão preocupados com um pano. Se eu não respeitasse a camisa do Corinthians eu nao teria preservado o escudo do São Paulo”, disse o jogador.

Cansado da briga por “bobeira”, como julgou o atleta, ele colocou um ponto final na discussão em sequência. “Estão dando importancia a uma bobeira! Sou feliz e sei aonde eu jogo! Tenham um ótimo Natal e um ótimo 2013! Abraços”, completou.

Em seu perfil, Denílson também saiu em defesa do amigo. Para alguns seguidores, o volante deixou claro que Jorge Henrique não desrespeitou a camisa são-paulina.

O amistoso em que os dois participaram ainda contou com a presença dos atacantes Marcelinho Paraíba e Hulk. O duelo foi em Campina Grande.

Sem mais artigos