Segundo o “Estado de S. Paulo” desta quarta-feira (3), a homenagem do Santos a Pelé, que seria inscrito como jogador do clube no Mundial de Clubes, em dezembro, no Japão “subiu no telhado”. 

Em entrevista à publicação, o assessor do Rei do Futebol, José Fornos, o popular Pepito, descartou qualquer possibilidade de que isso possa acontecer: “Existe realmente uma vontade do Santos, mas não tem a menor chance de o Pelé jogar”, disse.

A possibilidade foi aventada pelo departamento de marketing do clube da Vila Belmiro. Como “23º jogador”, ele entraria em campo se o Santos estivesse com a partida decidida, para jogar um ou dois minutos e, assim, ser tricampeão mundial, aos 70 anos.

Entretanto, ainda existe a possibilidade de uma espécie de parceria entre Pelé e Santos. O Rei trabalharia para levar o nome do clube ao exterior, mesmo tendo função similar no Cosmos, clube em que atuou nos Estados Unidos e foi reativado recentemente. Nesta função, o Rei estará, nesta sexta-feira, em Londres para o amistoso entre os norte-americanos e o Manchester United, na despedida de Paul Scholes.

Sem mais artigos