Presença garantinda na Seleção Brasileira comandada por Felipão até a ausência na última lista de convocados do treinador para os amistosos contra Honduras e Chile, os dois últimos do Brasil em 2013, o meia Lucas ainda busca seu espaço no time titular do PSG, da França. Autor de um dos gols da vitória sobre o Lorient, na última sexta-feira (1º), o jogador está próximo de completar um ano no futebol europeu e tem gente experiente no futebol que acredita que sua saída do futebol brasileiro aconteceu de uma forma precoce. Para o Rei Pelé, uma das maiores revelações dos últimos anos deixou o São Paulo muito novo.

“Lucas prometeu que teria um grande futuro quando começou a jogar no Brasil. Mas eu acho que ele deixou o Brasil um pouco cedo para jogar na Europa”, disse o Rei em entrevista ao programa de televisão francês Canal+.

Alçado aos profissionais do São Paulo em 2010, Lucas teve uma ascensão meteorica no Tricolor do Morumbi e em pouco mais de dois anos foi valorizado e negociado com o PSG por €43 milhões de euros (R$ 108,34 milhões), em uma das maiores negociações do futebol brasileiro.

Os franceses focaram a entrevista com Pelé abordando temas sempre ligados ao futebol local. O brasileiro, além de falar de Lucas, revelou que poderia ter jogado no PSG caso tivesse recebido uma proposta quando. Mesmo sem ter defendido nenhuma equipe do futebol europeu, Pelé rasgou elogios ao atual elenco do campeão francês.

“O PSG é uma boa equipe, bem organizada e é mais fácil se jogar em um time assim”, disse Pelé, que aproveitou para encher a bola do principal jogador do time comandado por Laurent Blanc. “O futebol deveria ter mais jogadores como Ibrahimovic”, completou o Rei.

Pelé diz que Lucas deixou o futebol brasileiro de forma muito precoce

Sem mais artigos