O esporte se despede hoje (23) de um de seus grandes ídolos. Diego Maradona faleceu aos 60 anos em sua casa, na cidade de Tigre, após sofrer uma parada cardiorrespiratória, segundo informações do jornal argentino Clarín.

O controversos ex-jogador acumulou em sua trajetória diversas polêmicas, uma vitória na Copa do Mundo de 1986, passagens por times como Boca Juniors e Nápoles, mas acima de tudo, eternizou-se no hall da fama do futebol.

Nesta quarta-feira (25), Pelé lamentou a partida do amigo, que descreveu como uma “lenda”. Rivalidades futebolísticas a parte, o rei brasileiro prestou uma bela homenagem ao argentino e trocou a foto de seu perfil do Instagram. Na nova imagem, os dois aparecem se abraçando e sorrindo.

“Que notícia triste. Eu perdi um grande amigo e o mundo perdeu uma lenda. Ainda há muito a ser dito, mas por agora, que Deus dê força para os familiares”, escreveu Pelé na rede social. “Um dia, eu espero que possamos jogar bola juntos no céu”, completou.

O governo da Argentina decretou luto oficial de três dias. O corpo do ex-jogador será velado na Casa Rosada, sede da presidência, a partir da manhã desta quinta-feira (26).

Segundo o Clarín, Maradona passou os últimos dias extremamente “ansioso e nervoso”, por isso, considerava-se a alternativa de levá-lo para Cuba, país que amava e onde passou parte de sua vida para lutar contra o vício em cocaína. Não deu tempo. A lenda do futebol passou mal às 10h e faleceu às 12h desta quarta-feira. Os médicos tentaram reanimá-lo, mas sem sucesso.

Maradona deixa cinco filhos: Dalma, Gianinna, Jana, Diego e Diego Fernando.

Sem mais artigos