O Peñarol deverá ver nas próximas semanas uma verdadeira debandada do elenco que conquistou o vice-campeonato da Taça Libertadores após empatar sem gols com o Santos em casa e perder por 2 a 1, na última quarta-feira, a partida de volta, disputada no estádio do Pacaembu.

Transferências, aposentadorias e fim de períodos de empréstimo deverão desmanchar um grupo que foi recebido por centenas de torcedores no aeroporto de Montevidéu, como reconhecimento pelo trabalho que permitiu ao clube uruguaio, pentacampeão do principal torneio interclubes da América do Sul, a voltar a disputar a final da competição após 24 anos.

O capitão da equipe, Antonio Pacheco, que teve pouca participação na final, anunciou que definirá seu futuro nas férias que iniciou junto a sua família, mas tudo indica que o meia pendurará as chuteiras.Outra das referências do elenco, o lateral Darío Rodríguez, de 36 anos e que jogou quase uma década na Alemanha, teve seu contrato encerrado, mas deverá renová-lo até o final do ano.

Por sua vez, o atacante argentino Alejandro Martinuccio, um dos destaques do time, principalmente no confronto de oitavas de final, contra o Internacional, despertou o interesse de algumas equipes brasileiras – entre elas o Palmeiras -, mas deverá disputar o Campeonato Italiano a partir de agosto. Inter de Milão e Roma aparecem como possíveis destinos do atleta.

O goleiro Sebastián Sosa e o lateral-direito Alejandro González também terminam seus contratos com o Peñarol. O primeiro teria como destino o Querétaro, do México, e o segundo, uma equipe europeia.

Os zagueiros Carlos Valdez e Guillermo Rodríguez também tiveram seus vínculos encerrados e o representante de ambos, Pablo Bentancur, anunciou que o primeiro provavelmente irá para o Boca Juniors e o segundo, à Europa ou até ao Brasil.

Já os meio-campistas Luís Aguiar e Nicolás Freitas, emprestados pelo Braga, deverão regressar ao clube português, mas despertaram o interesse do Everton, do Chile. Situação parecida vivem o meia Jonathan Urretaviscaya, que está vinculado ao Benfica, e o meia-atacante Fabián Estoyanoff, do Panionios.

Peças de reposição no elenco do técnico Diego Aguirre, o volante argentino Nicolás Domingo não deverá ter o vínculo renovado, enquanto o paraguaio Edison Torres tem contrato vigente, mas quer voltar ao país em que nasceu porque teve poucas oportunidades no Peñarol. O atacante Diego Alonso, também de 36 anos, anunciou a aposentadoria.

Entre os titulares, os únicos que ainda estão vinculados ao clube de Montevidéu é o meia Matias Mier, contratado na temporada passada, e o atacante Juan Manuel Olivera, artilheiro do time na Libertadores, com cinco gols.

No entanto, Olivera tem uma cláusula no contrato que lhe permite se transferir para o exterior caso receba uma boa oferta econômica.

Sem mais artigos