O zagueiro Gerard Piqué, do Barcelona, mostrou-se abatido, mas não quis culpar a arbitragem pela derrota da tarde de quarta-feira (20) diante do Milan por 2 a 0 no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, no estádio San Siro, na Itália. A matéria é do site do jornal Marca desta quinta-feira (21).

O jogador não quis nem dar opinião sobre o lance do primeiro gol, em que a bola bateu na mão do zagueiro milanês Cristian Zapata antes do gol de Kevin Prince Boateng: “Os árbitros podem se equivocar às vezes e não há desculpas”.

Piqué, ainda, reconheceu que a derrota foi bastante ruim e que o time azul grená tem que se superar.

“Temos que melhorar, aprender e esperar o jogo no Camp Nou para passar de fase. Pelo time clube que somos e pelo time que temos, é preciso tentar”, falou, enfático, não diminuindo o feito dos italianos, que têm “um grande clube”.

“Éramos os favoritos e foi mostrado que talvez não sejamos tão bons e que se não dermos tudo de nós não passaremos de fase”, finalizou.

 

Sem mais artigos