Muito se falou após a ausência de Lionel Messi do amistoso da Argentina com a Alemanha na última quarta-feira (03). Um amigo do craque chegou a dizer que existia a possibilidade de não vermos mais La Pulga defendendo o selecionado.

Depois de o próprio jogador deixar claro que ainda jogará por seu país, agora foi a vez do presidente da Associação de Futebol da Argentina (AFA) garantir que ele será chamado na próxima convocação de Tata Martino, técnico da albiceleste, que anunciará os jogadores para o duelo contra a Seleção Brasileira, pelo Superclássico das Américas.

“Seguramente o Messi será convocado para jogar contra o Brasil”, disse Luis Segura, dirigente máximo do futebol portenho, em declaração ao jornal argentino Olé, divulgada nesta sexta-feira (05).

Messi havia sido convocado, mas acabou cortado da reedição da final da última Copa do Mundo na qual os argentinos venceram por 4 a 2 por uma lesão. O Barcelona também solicitou que o seu camisa 10 não viajasse para Düsseldorf, na Alemanha, local do jogo, segundo o próprio Segura.

O Bola de Ouro da Copa 2014, logo após o amistoso supracitado, tratou de deixar claro que ainda jogará pela Argentina, apesar dos boatos que preferiria poupar sua imagem no país natal, que não seria das melhores.

“Esta equipe tem muito a dar e vamos conseguir coisas no futuro”, escreveu o atacante em seu Facebook nessa quinta-feira (04).

O Superclássico das Américas está marcado para o dia 11 de outubro, no estádio Ninho de Pássaro, em Pequim, na China.

Sem mais artigos