Julio Grondona, presidente da Associação de Futebol Argentino, falou sobre a situação física do jogadores da seleção do país que, já classificado para a próxima Copa do Mundo, pode se dar ao luxo de poupar jogadores no restante das Eliminatórias. A notícia é do site espanhol Esports Cope dessa quinta-feira (12).

“Ao presidente da AFA cabe aconselhar que, logicamente, um time de futebol joga com outros times de futebol que estão jogando também em vias de se classificar. Para nós, seria ótimo se pudéssemos fazer tal coisa, mas se prejudicarmos terceiros, temos que ter cuidado”, disse o cartola.

Camisa 10 albiceleste, Lionel Messi já deixou claro que gostaria de disputar os duelos restantes, e Grondona comentou a atitude do atleta.

“Leo é uma pessoa muito simples no mundo do futebol. Nosso respeito é mútuo e não temos nenhum interesse em prejudicar nada. Veremos quando chegar o momento para fazer algo”, opinou.

Em tempo, o presidente tratou de deixar claro que não há conflito de interesses entre a Associação e o Barcelona, cujo relacionamento é sadio.

“Não me consta nenhum pedido oficial do Barça. Com eles, temos um bom relacionamento e uma amizade permanente. Tanto o Barcelona como a AFA tem um acordo explícito de que o jogador está sempre em primeiro lugar e logo depois todos os demais”, finalizou.

A Argentina ainda tem dois confrontos pelas Eliminatórias Sul-Americanas. Dia 11 de outubro recebe o eliminado Peru e, no dia 15 do mesmo mês enfrentará o Uruguai fora de casa, sendo que a Celeste poderá estar precisando da vitória. Os platenses, com 29 pontos, querem garantir o simbólico primeiro lugar e os únicos que podem ultrapassá-los é a Colômbia (26 pontos) e o Chile (24 pontos).

Sem mais artigos