Em evento anual que marca a entrega de medalhas a sócios que está há 50 anos com o Barcelona, o presidente do clube, Sandro Rosell, fez um balanço de sua gestão e comentou a hipótese da construção de um novo estádio ou ainda uma remodelação do Camp Nou. A notícia é do site da rádio espanhola Cadena Ser desta terça-feira (24).

Inaugurado em 1957, o Camp Nou (foto abaixo) é o maior estádio particular do mundo, com capacidade para quase 100 mil pessoas, e teve uma reforma há cerca de dez anos. Tendo abrigado quatro jogos da Copa do Mundo de 1982 e duas finais de Liga dos Campeões (1989 e 1999), a ideia de colocá-lo em desuso seria pra que o Barcelona “não fique atrás” nas comparações com as estruturas de outros grandes clubes da Europa, como lembrou o seu presidente.

Isso porque, segundo Rosell, economicamente o clube nunca esteve tão bem financeiramente.

“Quando chegamos (início da gestão), tínhamos uma dívida de € 500 milhões e, pouco a pouco, fomos abaixando-a para € 200 milhões. No futuro seremos capazes de contratar os melhores jogadores do mundo”, avaliou.

O mandatário fez questão de lembrar ainda que o atual elenco profissional tem 17 jogadores que vieram das categorias de base e que, somente neste ano, os times de jovens do Barça já conquistaram cinco títulos.

Sem mais artigos