Após realizar o primeiro jogo da Arena Corinthians às 22h, na última quarta-feira (23), e notar que os torcedores passarão por problemas com o transporte público ao deixar o estádio por volta da 0h, o presidente Mario Gobbi entrou em contato com o gabinete do governado de São Paulo, Geraldo Alckmin, para discutir uma solução com relação ao horário do fechamento do Metrô e dos trens da CPTM (programados para pararem às 0h19).

Segundo uma nota divulgada no site oficial do Corinthians, Mario Gobbi foi atendido pelo Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Júlio Semeghini, e ambos trataram do assunto na manhã desta quinta-feira (24).

O clube ainda informa que uma reunião entre o governador Geraldo Alckmin, o secretário Júlio Semeghini, o Secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, e o presidente Mário Gobbi será agendada nas próximas horas “para tratar do assunto e, possivelmente, resolver a questão já para a próxima partida do Corinthians na Arena no horário das 22 horas”.

Alguns torcedores deixaram a Arena Corinthians antes mesmo do jogo contra o Bahia terminar, com receio de perder o último trem do metrô. Já os que ficaram até o fim, e viram o gol de pênalti de Renato Augusto, tiveram que correr logo após o apito final.

O próximo jogo do Corinthians na Arena será neste domingo (27), contra o Palmeiras, só que às 16h, sem problemas com o transporte público. Já o jogo contra o Goiás, marcado para o dia 20 de agosto, em Itaquera, cairá em uma quarta-feira à noite, podendo ter os problemas de locomoção repetidos, caso uma solução não seja encontrada.

Sem mais artigos