A indefinição sobre Ronaldinho Gaúcho segue, mas se depender da confiança do presidente do Grêmio, Paulo Odone, o jogador deve mesmo vestir a camisa do Tricolor na próxima temporada.

“Há um contrato, as cláusulas estão acertadas, e os advogados estão trabalhando. Isso deve ficar pronto entre hoje (quarta) e amanhã (quinta), para que eu possa dizer ‘assim em assino’, e o Assis faça o mesmo. Ao mesmo tempo hoje o Assis e o Ronaldinho vão assinar a rescisão com o Milan, em reunião com o (Adriano) Galliani. Não posso dizer que bati o martelo, porque não assinei o contrato. Acho que sim, que vai ser batido, mas só depois de ser assinado, com o Ronaldinho apresentado pessoalmente a mim com a liberação do Milan na mão”, disse Odone.

Além de confirmar o acerto, o presidente responsabilizou Assis, empresário e irmão de Ronaldinho Gaúcho, garantindo que ele disse que a negociação está liquidada.

“Dependendo do esforço que nós já fizemos e estamos fazendo o Ronaldinho fica no Grêmio. As outras questões de chances precisam ser perguntadas à outra parte. O que nos é dito pelo Assis é que está tudo resolvido, liquidado. Para mim ainda é preciso ter o contrato pronto. Isso deve ser feito hoje para a revisão final. Acho que vai ser possível assinar o contrato, e aí ele será do Grêmio. Isso pode acontecer em 24 ou 48 horas”, completou.

Sem mais artigos