Dana White, chefão do UFC, maior evento de MMA do mundo, parece não temer a concorrência de outras grandes franquias de lutas, como o Strikeforce. 

“Eventos assim não competem com o UFC. Não mesmo. Nem levo em consideração. Mas gosto da idéia deste GP, mas não penso em nada sobre ele”, afirmou Dana White.

O Strikeforce ganhou ainda mais força nos últimos meses, quando anunciou a volta do sistema de GP, que ficou muito famoso na década passada com o antigo Pride.

Agora, o torneio de pesos pesados irá reunir os oito melhores lutadores da categoria para duelarem pelo título do evento. Irão participar das lutas atletas como os brasileiros Fabricio Werdum e Antônio Pezão, além da lenda Fedor Emelianenko.

Sem mais artigos