O Náutico será denunciado pela procuradoria do STJD. Conforme apurou a reportagem do Virgula Esporte, o clube pernambucano poderá ser punido porque a faixa “incitava a violência”, o que pressionou a arbitragem.

A polêmica é referente ao jogo entre Náutico e Atlético-GO. Antes da partida, uma faixa com a frase “Não vão nos derrubar no apito” foi levantada pela torcida pernambucana.

Com isso, Leandro Pedro Vuaden, árbitro do duelo, afirmou que só começaria a partida depois que a faixa fosse retirada. Com isso, depois de 15 minutos de discussão, os torcedores do Náutico recolheram a faixa. No entanto, após o apito inicial, a mesma voltou a aparecer nas arquibancadas dos Aflitos.

Na súmula do duelo, o árbitro relatou a presença da faixa e a culpou pelo atraso do jogo. No entanto, Vuaden não explicou o motivo da “implicância” com o artigo.

Na última segunda-feira (1º) em entrevista ao Uol Esporte, o procurador-geral Paulo Schmitt já havia cogitado a hipótese de multar o Náutico por ser o causador do atraso.

Procuradoria do STJD denunciará Náutico por faixa que "pressionava arbitragem"

Sem mais artigos