A 80ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre, que contou com 15 mil participantes, mais uma vez acabou tendo um domínio completo dos quenianos tanto no lado feminino, quanto no masculino.

Com largada às 15h15, as mulheres brasileiras deram um show a parte, mostraram muita técnica e raça na competição, mas nada ainda que chegue aos pés da recordista mundial Lydia Cheromei.

Ela dominou a prova de ponta a ponta, e abriu larga vantagem sobre as brasileiras Lucélia de Oliveira e Adriana Aparecida da Silva, que chegaram estafadas de cansaço devido ao calor, ao contrário da africana que esbanjava muita tranqüilidade e fôlego.

Cheromei completou a prova em 53min01seg, repetindo as conquistas de 1999 e 2000. Em seguida Lucélia de Oliveira Peres, com 54min17seg, e Adriana Aparecida da Silva, com 54min20seg. Completaram o pódio a queniana Peninah Cheruto Limakori, 55min10seg, e Marily dos Santos, 55min36seg.

Já às 17:00, como pontualmente manda a tradição, inicia-se a prova masculina e um vexame brasileiro, quase aconteceu na Corrida.

Com ritimo forte e passadas largas, Robert Cheruiyot, atual vencedor da Maratona de Boston, não perdeu tempo e assim que viu o pelotão de elite se aproximando, aumentou a velocidade e subiu a Avenida Brigadeiro Luís Antônio como uma "flecha", fechando o percurso em 44min43seg. O segundo colocado foi o etíope naturalizado australiano Sisay Bezabeh, 45min06seg, com os quenianos Stephen Biwott (45min28seg), irmão de Cheruiyot, e Benson Barus (45min34seg) em seguida. Clodoaldo Gomes fez uma corrida de recuperação e foi o brasileiro mais bem colocado, em quinto, com 45min41seg, evitando uma tragédia no réveillon do atletismo nacional, como fora em 1998 em que nenhum brasileiro subiu ao pódio.

<a href="http://www.virgula.com.br/esporte/galeria/index.php?id=4938"target="_blank"><b><font color="#FFFFFF">Confira as fotos da Corrida de São Silvestre e os personagens que marcaram o evento</b></a>

Quenianos dominam a São Silvestre

Sem mais artigos