Cade Pope escreveu 32 cartas e só teve uma respondida

Cade Pope escreveu 32 cartas e só teve uma respondida

O time do Carolina Panthers foi eliminado no início de janeiro pelo Seattle Seahawks, fora de casa, em jogo válido pela semifinal da Conferência Nacional da NFL e está fora da briga pelo Super Bowl. Sua saída precoce dos playoffs, contudo, não o tira o título de time mais carisma da temporada do futebol americano. Isso porque a franquia da Carolina do Norte realizou o sonho do pequeno Cade Pope, um garotinho de apenas 12 anos de idade, morado de Oklahoma.

Sem um time da NFL em sua cidade, o pequeno Pope resolveu escrever 32 cartas, uma para cada equipe da Liga profissional de futebol americano, para assim poder escolher uma franquia para acompanhar durante sua infância e adolescente e realizar o seu grande sonho, que era assistir um jogo no estádio. Pouco tempo depois, apenas o Carolina Panthers respondeu.

O que poderia gerar uma desilusão no garoto, porém, virou motivo de muita alegria, pois a resposta dos Panthers não foi algo simples. Uma carta escrita totalmente a mão, por um dos representantes da franquia, contendo o autógrafo de todos os jogadores, foi entregue a Cade Pope, juntamente com um capacete.

Cade Pope escreveu 32 cartas e só teve uma respondida

Cade Pope escreveu 32 cartas e só teve uma respondida

“Cade, nós ficaríamos honrados se o nosso Carolina Panthers se tornar o seu time do coração. Deixaríamos você orgulhoso pelo modo elegante que o representaríamos”, diz um trecho da carta entregue ao garotinho.

Após ler a carta e ficar emocionado com o retorno do time da NFL, Cade se declarou o mais novo torcedor do Carolina Panthers.

Assista a incrível história do novo fã dos Panthers no vídeo abaixo:

 

Sem mais artigos