O espanhol Rafael Benítez, ex-técnico do Valencia, Liverpool e Inter de Milão, aparece como o favorito para substituir o italiano Roberto Di Matteo, demitido nesta quarta-feira do comando do Chelsea, um dia depois da derrota para a Juventus, por 3 a 0, pela Liga dos Campeões da Europa.

A imprensa inglesa, contudo, aponta queo proprietário dos ‘Blues’, o russo Roman Abramovich, mantém vivo o sonho de contratar um compatriota de Benítez, Josep Guardiola, ex-técnico do Barcelona, que está desempregado desde o final da última temporada.

Benítez também não está dirigindo nenhuma equipe atualmente. Seu último trabalho foi na Inter de Milão. O espanhol acabou demitido logo após a conquista do Campeonato Mundial de Clubes. Segundo a imprensa da Inglaterra, Benítez estaria negociando um contrato com o Chelsea até o fim desta temporada.

Assim, ficaria facilitada a possibilidade de Abramovich buscar contratar Guardiola no fim da temporada. Atualmente, o catalão vive período “sabático”, de um ano, anunciado logo que revelou que não seguiria treinando o Barcelona.

Se não conseguir trazer Rafael Benítez para comandar a equipe, o Chelsea, ainda segundo a imprensa inglesa, pode apostar em alguns velhos conhecidos para substituir Di Matteo, como o israelense Avram Grant, que substituiu José Mourinho e foi vice-campeão da Liga dos Campeões em 2007/2008, e o holandês Guus Hiddink, atualmente no Anzhi. Outro nome especulado é o de Harry Redknapp, ex-Tottenham.

Com a derrota sofrida ontem contra a Juventus, o Chelsea ficou viu suas chances de avançar às oitavas de final da Liga dos Campeões ficarem reduzidas. Na última rodada, os ‘Blues’ precisam vencer o Nordsjaelland, e torcer para que a ‘Juve’ perca para o Shakhtar Donetsk.

No Campeonato Inglês, depois de vencer sete vezes nos oito primeiros jogos, a equipe está a quatro jogos sem vencer e caiu para a terceira posição, quatro pontos atrás do líder Manchester United. No próximo domingo, o Chelsea volta a campo para enfrentar o Manchester City, vice-líder da competição nacional. Não foi divulgado ainda quem comandará o time.

Roberto Di Matteo, ex-auxiliar de André Villas-Boas, assumiu a equipe no lugar do português em março, logo após sua demissão. Pelos ‘Blues, fez história ao conquistar a Liga dos Campeões na última temporada. Além disso, levou o Chelsea ao título da Copa da Liga Inglesa. Em 42 partidas, conquistou 24 vitórias, empatou nove vezes e perdeu em outras nove oportunidades. 

Sem mais artigos