Multicampeões por Milan e Internazionale, respectivamente, os goleiros Dida e Julio César são as grandes referências de Rafael para ter sucesso na Itália, como revelou o próprio jogador do Napoli nesta quinta-feira (19) em entrevista à emissora de rádio KissKiss.

Reserva de Pepe Reina, o ex-jogador do Santos vem tendo uma sequência de jogos como titular devido a uma lesão do espanhol. Até agora, ele vem correspondendo às expectativas e inclusive deixou o gramado sob aplausos após a vitória sobre a Inter por 4 a 2 no último domingo (16), pelo Campeonato Italiano.

“Meu trabalho é defender, e estou feliz por ter podido ajudar meus companheiros. Sou um cara humilde e espero seguir os passos dos meus compatriotas Dida e Julio César, que ganharam tudo na Itália”, declarou Rafael.

As boas atuações mantêm viva no goleiro a esperança de voltar à seleção brasileira para a Copa do Mundo do ano que vem. Titular na conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, no ano passado, o arqueiro ainda não foi chamado por Luiz Felipe Scolari.

“Vivo essa expectativa, mas o mais importante é que estou trabalhando da melhor maneira possível no Napoli”, resumiu.

Após 16 rodadas, a equipe de Nápoles é a terceira colocada do Italiano, com 35 pontos, atrás apenas de Juventus (43) e Roma (38). Embora a ‘Velha Senhora’ tenha aberto frente, Rafael acredita que pode conquistar o título. “Seria um sonho. Achamos que temos feito o que precisamos para sermos campeões e ter sucesso”, considerou.

Por fim, o goleiro se disse feliz pelo começo de carreira na Europa do atacante Neymar, de quem foi companheiro de equipe no Santos.

“Estou muito contente por tudo que ele tem conseguido. É um fenômeno e um grande amigo. Acho que chegará a ser como Messi. Embora tenha chegado ao Barcelona há poucos meses, vejo-o jogando na Espanha até se tornar um veterano”, afirmou.

Sem mais artigos