A recordista mundial da maratona, a britânica Paula Radcliffe, admitiu nesta quarta-feira (27), em entrevista emissora BBC que as complicações de uma lesão no pé podem impedí-la de voltar a competir.

“Os objetivos que tinha voaram pela janela. Estou em um limbo. Sei e aceito que talvez não seja possível voltar”, explicou a atleta, de 39 anos, que está há oito meses sem competir.

A britânica detém o recorde mundial, com o tempo de 2 horas, 15 minutos e 25 segundos.

Apesar do pessimismo, Radcliffe afirmou que tem esperança de encerrar a carreira “em alguma competição”.

No ano passado, ao ser descartada dos Jogos Olímpicos, a atleta perdeu a ajuda financeira que recebia da Federação Britânica de Atletismo. Assim, deixou de receber 26 mil libras (R$ 79 mil), anuais da entidade.

Sem mais artigos