Um dos grandes destaques da Copa do Mundo e detentor do recorde de 16 defesas difíceis em uma única partida da história dos Mundiais, o goleiro Tim Howard resolveu tirar uma licença de um ano da seleção norte-americana. Ele mesmo divulgou a decisão por meio de um comunicado no Facebook nesta sexta-feira (22).

“Como vocês já podem ter ouvido, decidi tirar uma folga da seleção nacional masculina dos EUA a fim de passar mais tempo com a minha família. Jogando no exterior nos últimos 12 anos, vejo que este compromisso com a minha família é algo muito importante. Agradeço a compreensão de Jurgen Klinsmann, que está me dando a oportunidade de passar um tempo muito necessário com meus filhos e ter a oportunidade de competir por uma vaga no meu retorno. “Sei que terei de reconquistar o meu lugar na equipe e no time titular quando regressar, e estou decidido a fazê-lo. Fisicamente estou melhor do que nunca (…) mas, neste momento, sinto que é a melhor decisão a tomar”, disse o goleiro de 35 anos, que bateu o recorde no jogo contra a Bélgica, pelas oitavas de final da Copa no Brasil.

 

//

O técnico da seleção dos Estados Unidos, Jurgen Klinsmann, entendeu a decisão de Howard e afirmou que a seleção estará sempre de portas abertas para ele.

“Compreendo por completo a situação de Tim. Disse-lhe que enquanto ele for o Tim Howard que sempre vimos fazer boas exibições, será bem-vindo e recebido de braços abertos para lutar por um lugar na equipe”, disse o alemão, em comunicado emitido pela Federação Americana.

Veja na animação abaixo onde foram as 16 defesas de Howard




Sem mais artigos