Bandeira Branca. Pomba branca. Apertos de mão. Beijos. Abraços e o fim de um conflito. Todas estas palavras resumem a tarde do técnico Luiz Felipe Scolari, que teve uma reunião com alguns jornalistas na Academia de Futebol e, enfim, selou a paz com a imprensa.

Nas últimas semanas, as partes estiveram em confronto, com “patadas” repetidas da parte do treinador que, esquecendo que é através da imprensa que se fala com o torcedor, maltratou os profissionais que, em protesto, chegaram a recepcioná-lo na Arena Barueri usando narizes de palhaço.

Sentados à mesa, cada um dos lados colocou suas partes e, no fim da conversa, lágrimas e rancores foram colocados de lado. Ao que parece, a paz, enfim, voltou.

No ínterim entre o início do conflito – gerado por perguntas justas sobre a condição física de Valdívia – e a reunião desta sexta, Felipão chamou alguns jornalistas de “palhaços”, silenciou em outra, deu respostas atravessadas em mais uma e até mesmo ameaçou outros que divulgaram o seu salário. Tudo isso agora é passado. Espera-se que de uma vez.

Sem mais artigos