O atacante francês Franck Ribéry, do Bayern de Munique, afirmou que o jogo de volta das semifinais da Liga dos Campeões contra o Real Madrid, nesta quarta-feira, será a partida mais importante da sua vida.

O camisa 7 revelou que a derrota na final da edição 2009/10 da Liga dos Campeões, para a Inter de Milão, ainda o perturba, em entrevista publicada hoje no jornal francês ‘L’Équipe’. Na ocasião, o atacante não atuou na partida devido a uma suspensão.

“Foi difícil para mim. Agora, neste ano, temos a chance de jogar a final em nosso estádio. Para o clube, para nossa torcida, seria grandioso”, afirmou.

Ribéry espera um duelo difícil no Santiago Bernabéu, segundo ele, no mesmo nível da partida de ida. Ele ainda exaltou o adversário pela vitória no clássico espanhol do último sábado, mas deixou escapar que Barça perdeu mais do que o Real venceu. “O Real esteve impressionante no plano tático, mas acho que também teve a ver (o resultado) com o cansaço do Barcelona.

O jogador admitiu viver grande fase e que espera ir bem em Madri, mas se eximiu da responsabilidade isolada de classificar o Bayern. “Estou em plena forma, mas não vou eliminar o Real Madri sozinho”. A declaração serviu como uma ‘resposta’ ao técnico alemão Jupp Heynckes, que condicionou a passagem para a final a uma boa atuação de Ribéry.

Sobre o incidente entre ele e o holandês Arjen Robben, que brigaram na partida de ida das semifinais, o francês deu o assunto por encerrado. “Tudo voltou ao normal. Não quero mais falar sobre isso. Temos um jogo chave e isso é o mais importante”, concluiu.

Sem mais artigos