O técnico Ricardo Gomes segue se recuperando do Acidente Vascular Cerebral (AVC) sofrido durante o clássico contra o Flamengo no dia 28 de agosto. Nesta sexta-feira, o corpo médico do Hospital Pasteur, na Zona Norte do Rio, retirou o tubo traqueal que auxiliava a respiração do treinador e, com isso, o vascaíno já respira sem ajuda de qualquer aparelho mecânico, senta e interage bem com as pessoas. Diante da evolução, o treinador deve deixar o Centro de Terapia Intensiva (CTI) nos próximos dias.

“A evolução continua satisfatória e animadora, na quinta-feira pela manhã foi retirado o tubo traqueal. Em mais de 24 horas sem o tubo, ele está respirando muito bem. Não cogitamos, em momento nenhum, retornar. O nível de consciência está melhorando a cada hora, só fez melhorar desde que retiramos os sedativos. Já se encontra sentado, olhando as pessoas, entendendo o que se fala e o que se pede”, afirmou o médico Fábio Guimarães.

Cada vez mais, o treinador reconhece e interage com as pessoas que tem acesso ao seu leito. Segundo pessoas próximas, o ex-jogador se emocionou muito com a visita do filho Diego. A partir de agora, os médicos vão poder avaliar possíveis sequelas em relação à fala, situação que só poderia ser vista com a retirada do tubo.

“Ainda fala pouco, poucas palavras. Isso também era esperado pela localização do hematoma, mas já falou algumas poucas palavras e esperamos que a progressão e a melhora no estádio neurológico continue. Ainda é cedo para dizer se vai haver ou não normalização de movimentos e fala, mas tudo que poderia melhorar até o momento melhorou”, completou.

Ricardo Gomes já respira sem ajuda de aparelhos

Sem mais artigos