Ricardo Teixeira não comandará mais a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para os próximos 30 dias. O presidente da entidade pediu licença médica para se dedicar a cuidados com sua saúde.

Agora, o cargo de presidente da CBF será ocupado por José Maria Marin, vice-presidente representante da região Sudeste.

Teixeira pode tirar até três licenças por ano na CBF, totalizando 180 dias fora do cargo. Em 2012, o dirigente ficou longe de suas funções por causa de uma diverticulite.

Sem mais artigos