Após o dolorido rebaixamento, o River Plate tentará virar a página na estreia da segunda divisão do torneio argentino, nesta terça-feira (15), diante do Chacarita Juniors.

O River Plate é a equipe mais vencedora da Argentina e seu rebaixamento foi muito sentido no futebol do país. O momento foi tão dolorido que as autoridades não adotaram uma punição ao clube pelos incidentes ocorridos após o traumático empate com o Belgrano.

Na segunda divisão argentina, competem também outras equipes com muita tradição. Chacarita Juniors é uma delas, já que foi campeão da primeira divisão em 1969.

O River estreará com a reincorporação de dois atacantes que já vestiram sua camisa em outras ocasiões: Fernando Cavenaghi, que estava no Internacional, e Alejandro Domínguez, emprestado pelo Valencia.

Matías Almeyda, que até junho deste ano atuava no meio-campo do River Plate, assumiu o time como técnico, sucedendo Juan José López.

O presidente do clube, Daniel Passarella, afirmou que o rebaixamento da equipe será “uma mancha” que não conseguirá apagar em sua vida.

“Eu assumo minha responsabilidade, e este rebaixamento com o River vai ser uma mancha que me acompanhará por toda a vida. Sempre serei o presidente que levou o River para a segunda divisão”, desabafou.

“Em algum momento pensamos em Alejandro Sabella, Marcelo Bielsa e Ramón Díaz para que assumissem o cargo de treinador, mas no final decidimos por Almeyda que é parte do clube e uma pessoa que gosta de trabalhar”, finalizou.

River Plate começa nesta terça sua caminhada para voltar à elite argentina

Sem mais artigos