O deputado federal Romário postou na tarde desta quarta-feira (06) em seu Facebook uma retaliação às acusações do presidente da CBF, José Maria Marin, de que seria um desagregador da política brasileira. O Baixinho escreveu que fez muito pelo futebol brasileiro, enquanto que o cartola tem pouco a contar.

“Quero deixar claro que em nada me surpreende o atual presidente da Confederação Brasileira de Futebol, José Maria Marin, afirmar que sou um “desagregador” na política. Para ele sempre serei, afinal, não compactuo com as ações deste senhor. Como jogador, fiz muito pelo futebol brasileiro, levei o esporte para o topo do mundo. Atualmente, como político, luto pela moralidade do futebol, tenho uma vida inteira de dedicação a uma das maiores paixões do brasileiro. Agora, pergunto: Qual a contribuição do Marin para o futebol? Obviamente, nenhuma”, postou o ex-atleta.

Romário lembrou dos recentes escândalos que Marin se envolveu, como o roubo de uma medalha olímpica e o “gato” feito por ele para se aproveitar da luz do vizinho.

“José Maria Marin é completamente nocivo à gestão esportiva. Tem um histórico de vida vergonhoso, desde um roubo de medalhas ao roubo de energia. Essa última história vexaminosa da biografia deste Sr. foi contada recentemente pelo jornalista Juca Kfouri, o inacreditável roubo de energia de um vizinho”, contou.

O atual presidente da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados lembra do episódio datado de 1975 quando Marin, deputado à época, pediu a prisão do jornalista Vladimir Herzog, que acabou assassinado.

“Mais uma vez chego à conclusão que, verdadeiramente, não tenho nada a agregar a esta pessoa. Logo, as palavras dirigidas a mim não deixam de ser um elogio, pois reafirmam que estamos lutando em trincheiras distintas”, lembrou.

Tetracampeão com a seleção brasileira na Copa de 1994 nos Estados Unidos, Romário diz aguardar a instalação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para que o presidente da CBF faça esclarecimentos sobre possíveis irregularidades em sua gestão.

 

Sem mais artigos