O meia costarriquenho Bryan Ruiz afirmou nesta quinta-feira (03) que o jogo contra a Holanda pelas quartas de final da Copa do Mundo é uma nova decisão para a seleção que se tornou a grande surpresa da competição.

“O jogo contra a Grécia era o mais importante de nossas vidas, agora é o da Holanda. Vamos passo a passo. O jogo de sábado (05) é como uma final para nós, mas não queremos parar por aí. Preciso ser sincero: há grande possibilidade de derrotá-los”, disse o jogador em entrevista coletiva concedida na Vila Belmiro, em Santos.

Jogador do PSV Eindhoven, Ruiz admitiu ser um “espião” para o técnico colombiano Jorge Luis Pinto, já que o técnico da seleção Tica pediu informação sobre o rival deste sábado.

“Conheço com perfeição os jogadores de lá e os que estão em outras ligas. Conhecemos o que a Holanda pode fazer, mas eles também nos respeitam. Falei bastante sobre a Holanda assim como havia acontecido com a Grécia, porque conhecia quase todos os jogadores”, explicou.

Sem mais artigos