O pagamento do craque Neymar pelo Santos e seus parceiros está garantido pelo menos até o fim da temporada 2011. Nesta quinta-feira, a diretoria alvinegra deu mais um importante passo para articular a permanência do atacante no clube até a Copa do Mundo de 2014, que será disputada no Brasil. Os direitos de imagem do jovem de 19 anos já foram vendidos para grandes empresas como a Red Bull, a Nextel e o portal de internet iG.

O mais encorpado dos três contratos é com a multinacional de bebidas Red Bull, que já está assinado até 2015. Graças aos vínculos, o Peixe tem o complemento para os R$ 150 mil pagos pelo clube ao atleta. A outra parte do salário mensal de R$ 500 mil é bancada pelos patrocinadores.

A exploração da imagem foi permitida pelo Santos por meio da garantia de que cada empresa repasse 30% do valor total dos contratos à equipe de Vila Belmiro. Assim, o lucro alvinegro fica assegurado mesmo em caso de negociação com algum time do exterior. “Nossa ideia é contar com o Neymar para sempre. Mas é claro que em caso de transferência para a Europa nossos direitos de imagem sobre ele estarão preservados. Os contratos são assinados com essas cláusulas”, indica o diretor de marketing do Santos, Armênio Neto.

A mesma estratégia foi utilizada pelo Peixe com Robinho, em 2010, exatamente pelo mesmo valor pago a Neymar. Ao mesmo tempo, o lesionado Paulo Henrique Ganso continua ganhando R$ 130 mil por mês, valor considerado baixo pelo meia.

Sem mais artigos