A partida de volta entre as duas equipes acontece no dia 10 de maio, na Vila Belmiro. O vencedor do duelo encara quem se classificar do confronto entre Vélez Sarsfield e Nacional de Medellín, que será iniciado na próxima terça-feira.

Em jogo de bolas paradas, o Santos foi derrotado por 2 a 1 no primeiro jogo do duelo contra o Bolívar, pelas oitavas de final da Copa Libertadores, nesta quarta-feira em La Paz, e agora precisa de uma vitória por 1 a 0 ou por dois gols de diferença em Santos para eliminar o rival.

Jhasmani Campos fez os dois gols do time boliviano cobrando falta de longa distância. Maranhão descontou ao pegar rebote em falta cobrada por Elano. A estrela Neymar sofreu com a marcação implácavel e violenta dos rivais e chegou a cair no gramado durante o segundo tempo da partida, alegando ter sido atingido por um objeto atirado das arquibancadas.

O Bolívar começou o jogo a mil por hora e nem deu chances para o Santos respirar. Logo aos dois minutos, em uma falta na intermediária, Jhasmani Campos soltou uma bomba que bateu na trave, nas costas de Rafael e entrou, abrindo o placar.

Depois de pressão inicial dos donos da casa, o Santos equilibrou a partida e respondeu após uma das inúmeras faltas sobre Neymar. Aos 34 minutos da primeira etapa, Elano foi para a bola parada, cobrou com precisão para a defesa de Arguello, mas no rebote, Maranhão colocou para o fundo da rede.

Contudo, em um novo lance de bola parada o Bolívar voltou a marcar, aos 27 da segunda etapa, mais uma vez em cobrança de Campos. O Santos até tentou reagir e pelos pés do seu craque, Neymar, quase empatou mais uma vez, faltando cinco minutos para o fim do jogo.

Sem mais artigos