Se dentro de campo, o clima foi pesado e com muita violência, fora dele, a destruição também prevaleceu no jogo entre São Paulo e Tigre pela final da Copa Sul-Americana. No vestiário do clube argentino, aberto para a imprensa após a saída dos atletas hermanos do Morumbi, o que ficou marcado foi destruição, marcas de sangue e muita sujeira (imagens acima).

Antes ainda da entrada do vestiário, algumas marcas de sangue apareciam nas paredes e em moveis do local. Além disso, parte das portas de cabines do banheiro apareciam quebradas e espalhadas pela parte interna do vestiário.

O São Paulo anunciou que fará um Boletim de Ocorrência por causa da destruição e quer que o Tigre se responsabilize pelos danos do vestiário.

De acordo com a polícia militar, uma confusão generalizada envolvendo jogadores do Tigre e seguranças de fato aconteceu. No entanto, eles negaram que alguma arma de fogo tenha aparecido no vestiário.

Sem mais artigos