Alcides Edgardo Ghiggia, de 87 anos, autor do gol que deu ao Uruguai o título de campeão mundial em 1950, voltou a caminhar pelo seu bairro neste fim de semana, seis meses depois do grave acidente automobilístico que quase lhe custou a vida.

O ex-jogador, que vive na cidade de Las Pedras, cerca de 20 quilômetros de Montevidéu, sofreu um grave acidente no 13 de junho quando o automóvel que conduzia foi atingido por um caminhão. Ghiggia sofreu vários ferimentos e fraturas, ficando um mês em coma em um hospital em Montevidéu.

“A recuperação foi longa, me canso ao me movimentar, mas estou muito melhor”, explicou o lendário atleta, um dos grandes responsáveis pelo “Maracanazo”, como ficou conhecida a vitória da ‘Celeste’ sobre o Brasil, no Rio de Janeiro, na final da Copa do Mundo.

Quase recuperado de fratura de quadril e no joelho e tornozelo, Ghiggia completou 87 anos neste sábado, comemorando com uma torta de frutas e uma taça de vinho. “O churrasco para a festa com amigos ficará para mais a frente, quando estiver melhor”.

Sem mais artigos