As seleções de Espanha e Holanda foram multadas pelo excessivo número de cartões aplicados pelo árbitro inglês Howard Webb na final da Copa do Mundo, disputada em 11 de julho.

A Federação Holandesa deverá pagar quase US$ 14,5 mil pelos oito jogadores punidos: Robin van Persie, Mark van Bommel, Nigel de Jong, Giovanni van Bronckhorst, Arjen Robben, Gregory van der Wiel, Joris Mathijsen e John Heitinga – este expulso após receber dois amarelos.

Já a Espanha terá de pagar US$ 9,65 mil pelas cinco advertências: Carles Puyol, Sergio Ramos, Joan Capdevila, Andrés Iniesta e Xavi Hernández.

O regulamento disciplinar estabelece como má conduta da equipe quando pelo menos cinco de seus jogadores recebem cartões.

Espanha e Holanda fizeram neste ano a final com mais cartões amarelos da história das Copas, superando as seis advertências da decisão de 1986, no México, entre Argentina e Alemanha.

Sem mais artigos