Estádios cariocas que podem receber jogos dos grandes

Estádio Engenhão, que hoje é conhecido como Nilton Santos, pode ter o nome da Rede Record
Estádio do Engenhão

A reforma do Maracanã para a disputa da Copa das Confederações e da Copa do Mundo e a interdição recente do Engenhão por conta de problemas em sua estrutura de cobertura fizeram com que o Rio de Janeiro ficasse com pouquíssimas opções de estádios para receber os jogos do Campeonato Carioca, Copa do Brasil e Libertadores.

A possibilidade de disputar os grandes clássicos e jogos importantes em outros estados foi ventilada por Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo. Porém, a FERJ (Federação de Futebol do Rio de Janeiro) vetou a medida, alegando que custos com deslocamento, hospedagem e o calendário apertado dificultariam a possibilidade.

Sendo assim, o Virgula Esporte lista as opções restantes e viáveis de estádios para abrigar momentaneamente os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro enquanto Maracanã e Engenhão seguem fechados.

São Januário

Com a ausência de Maracanã e  Engenhão, São Januário passa ser o maior e principal estádio do Rio de Janeiro. Casa do Vasco da Gama, o local irá receber uma grande quantidade de jogos nos próximos dias e isso pode prejudicar a situação atual do gramado, que não é das melhores.

Capacidade: 25 mil pessoas
Inauguração: 21 de abril de 1927
Localização: São Cristovão

Caio Martins

Utilizado como caldeirão do Botafogo durante a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro em 2003 e também dos jogos do atacante Túlio Maravilha na busca pelo gol 1000, o estádio Caio Martins é uma das opções urgentes para o Botafogo para os jogos do Taça Rio. Já para a final do Campeonato Carioca, o estádio de São Januário deve ser mesmo o utilizado.

Capacidade: 12 mil pessoas
Inauguração: 20 de Julho de 1941
Localização: Bairro de Niterói

Moça Bonita

Estádio Proletário Guilherme da Silveira, o popular Moça Bonita, do Bangu, volta e meia recebe algumas partidas menores dos grandes clubes do Rio e pode surgir como uma das opções para a Taça Rio.

Capacidade: 9.564 pessoas
Inauguração: 17 de novembro de 1947
Localização:  Bairro de Bangu

Rua Bariri

Localizado na famosa Rua Bariri, o Estádio Antônio Mourão Vieira Filho, do Olaria, é uma das opções menos viáveis para jogos dos grandes do Rio de Janeiro. Com baixa capacidade e sem estrutura de segurança suficiente, o palco só seria utilizado em uma urgência.

Capacidade: 5.141 pessoas
Inauguração: 6 de abril de 1947
Localização: Bairro de Olaria

Moacyrzão

O popular Marcyrzão, do Macaé, é um estádio considerado novo, se comparado com os demais palcos cariocas. Com uma capacidade razoável para receber jogos de grande porte, o local é uma das opções de Flamengo e Fluminense para a Taça Rio.

Capacidade: 15 mil
Inauguração: 1 de maio de 1982
Localização: Macaé

Volta Redonda

Opção que já vinha sendo utilizada por Flamengo e Fluminense durante o Campeonato Carioca quando o Engenhão era utilziado pelo Botafogo, o estádio Estádio General Sylvio Raulino de Oliveira é um dos favoritos a receber as partidas dos grandes cariocas. Reformado recentemente, o local é sempre elogiado por jogadores e clubes.

Capacidade: 21 mil pessoas
Inauguração: 15 de Abril de 1951 (reformado entre 2003 e 2004)
Localização: Volta Redonda

Marrentão

Apesar de novo, o estádio Romário de Souza Faria, o popular Marrentão, é uma opção praticamente descartada pelos grandes clubes do Rio de Janeiro. Com capacidade menor que 10 mil lugares, o local não agrada a Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo

Capacidade: 7 mil
Inauguração: 4 de outubro de 2007
Localização: Xerém

Conselheiro Galvão 

Um dos mais antigos e charmosos estádio do Rio de Janeiro, Aniceto Moscoso, a famosa Rua Conselhiero Galvão, apesar de histórico, não deve ser utilizado durante a interdição do Engenhão. Mesmo com o efeito ‘caldeirão’, o local dificilmente entrará na pauta da FERJ e dos grandes cariocas.

Capacidade: 3.314 pessoas
Inauguração: 15 de junho de 1941
Localização: Bairro de Madureira

Sem Engenhão e Maracanã, veja os estádios cariocas que podem receber os grandes do Rio

Sem mais artigos