Depois da determinação da Conmebol obrigando o Corinthians a jogar com os portões fechados para a torcida, o que se viu no Pacaembu na noite desta quarta-feira (27) foi o time da casa jogando boa parte do jogo como se fosse um treino. O visitante, o colombiano Millonarios, não assustou o goleiro Cássio e, após o segundo gol do time logo no início do segundo tempo, o Timão comandou as ações sem percalços e acabou vencendo por 2 a 0.

A partida começou com muitos passes do Corinthians, que tomou a atitude como um típico mandante na Libertadores. Com toques precisos e ofensividade, mal se viu sua retaguarda agir.

E, logo aos 10 minutos, o artilheiro Paolo Guerrero já abriu o placar. Após escanteio, a bola desviou em Paulinho e sobrou para o matador que, livre, acertou um rápido voleio. O peruano também havia marcado no início da última partida do time no torneio, contra o San José, aos cinco minutos, e vem se firmando como craque e salvador do time.

O Corinthians, novamente sem Chicão e com Gil e Paulo André comandando a zaga, invertia o jogo quando precisava e marcava com consistência, impedindo raros momentos de atitude ofensiva dos colombianos.

No primeiro tempo, Alexandre Pato ainda perderia duas boas chances, quando o goleiro Delgado saiu bem nos lances. Porém, três minutos após o fim do intervalo, o ex-Milan não desperdiçou e o 2 a 0 no placar deu ainda mais tranquilidade à equipe de Tite. Após jogada na esquerda, a bola sobra para Ralf que cruza e Pato coloca nas redes.

Os atuais campeões da Libertadores ainda buscavam o ataque, mas com a vitória praticamente garantida o que se viu foi praticamente um treino de ataque contra defesa, mas sem muita garra. Com a entrada de Douglas e Émerson Sheik, o Corinthians teve duas boas chances para ampliar, mas Romarinho, que também entrou na etapa final, e o próprio Sheik não tiveram sorte na conclusão.

Fim de partida, e os quatro torcedores que obtiveram na justiça comum o direito de entrar no estádio, puderam comemorar os três pontos.

Sem sustos, Corinthians confirma favoritismo em Pacaembu vazio

Sem mais artigos