O ex-jogador Sócrates, que se recupera de sua segunda internação por conta de problemas hepáticos, concedeu sua primeira entrevista desde que voltou para casa, há dez dias, ao programa “Esporte Espetacular”, da Rede Globo.

Em meio a uma dieta rigorosa e sessões de fisioterapia para recuperar os movimentos respiratórios (deve ser submetido a um transplante de fígado em breve) ele já se conformou em deixar a bebida de lado e já vislumbra até mesmo uma “solução alternativa”: “Espero ter chance de tomar uma cervejinha sem álcool”, brincou, antes de falar sério: “Mas não preciso do álcool. O álcool é um companheiro. Eu sentava para escrever com uma taça de vinho do lado e passava o dia todo assim, mas não é o copo de vinho que me faz escrever, é a cabeça”.

Outra revelação do Doutor foi a de que recebeu a solidariedade dos fãs, sendo que um deles até mesmo lhe ofereceu um fígado para o transplante, sem saber que, no Brasil, existe uma organizada fila para o procedimento: “Farei o possível para que essa chama nascida em cada um de vocês se mantenha acesa por muito tempo ainda e eu possa retribuir adequadamente”, finalizou.

Transplante

Segundo o cirurgião Ben-Hur Ferraz Neto, responsável pelo tratamento de Sócrates, o transplante está sendo cogitado, mas a definição será em alguns meses, dependendo da recuperação de Sócrates. 

Ele comentou também o motivo da última internação: “Em um procedimento feito por via endoscópica, aconteceu um machucado pequeno no esôfago. Ele coagulou e ficou lá quietinho, mas por algum motivo essa laceração se rompeu. Foi um acidente”.

Sem mais artigos