Em entrevista concedida à estação de rádio inglesa Sport890, Luis Suárez disse ser falsa a acusação feita por Patrice Evra, do Manchester United, que relatou ter sofrido racismo do atacante do Liverpool. Na ocasião, o uruguaio foi punido pela federação inglesa, teve que pagar multa de £ 40 mil (R$ 115,8 mil na época) e ainda ficou oito jogos suspenso.

“O caso com Evra foi falso. Fui acusado sem provas. Mas isso é passado. Fiquei triste no momento, mas estou feliz hoje. Eu cresci. Tenho pensado mais nas coisas antes de fazê-las”, disse Suárez.

El Pistolero ainda foi mais a fundo em sua declaração, querendo mostrar ainda mais a sua evolução como pessoa que assume os erros do passado.

“Deixe eu te dizer um coisa, só cometi dois erros na minha carreira. O meu primeiro foi quando eu ainda jogava no Ajax e mordi um jogador rival. Meu segundo, foi quando mordi o Ivanovic (zagueiro do Chelsea). Hoje em dia, as pessoas na Inglaterra não têm mais o que falar de mim, pois não tenho feito mais nada de errado. Eles só podem falar de mim como jogador. Eu pedi desculpas (ao Ivanovic) e foi só, fim da história. Não tenho nada do que me arrepender. Todas as outras coisas são histórias que o pessoal aqui na Inglaterra acreditou”, concluiu o artilheiro.

Sem mais artigos