O atacante Diego Tardelli mostrou todo o seu lado supersticioso nesta quarta-feira. Vivendo uma temporada aquém daquela que foi 2009, o jogador colocou a culpa no ano par e disse que espera dias melhores para 2011.

“Os anos ímpares são bons para mim, uma coisa que acredito muito e que dá sempre certo. Então espero repetir o que foi feito em 2009. Estou pensando em um 2011 bem diferente. Quero voltar para a Seleção, é meu objetivo principal. Nada como um ano após o outro, vamos começar com o pé direito, com um grupo forte, brigando pelo título”, afirmou.

O Atlético-MG ficou diversas rodadas na zona de rebaixamento e apenas se livrou completamente do descenso última rodada.

Retrospecto em anos ímpares
Diego Tardelli chegou às categorias de base do São Paulo em 2003. Dois anos mais tarde, o atacante virou titular e conquistou o Campeonato Paulista e a Taça Libertadores da América, em 2005, sendo artilheiro do campeonato estadual com 12 gols.

Em 2007 foi transferido para o PSV fazendo grandes atuações, belos gols e ajudando a equipe a ser campeã do Campeonato Holandês daquele ano.

Quando chegou o ano de 2009, o desacreditado Diego Tardelli chegou ao Atlético-MG e se tornou o maior artilheiro do Brasil naquele ano.

Nas passagens pela seleção brasileira, Diego Tardelli disputou o Mundial Sub-20 em que o Brasil foi terceiro colocado, em 2005. E em 2009, foi convocado por Dunga para a seleção principal, ficando na lista de apoio para a Copa do Mundo da África, em 2010.

Sem mais artigos