O técnico Didier Deschamps parece não ter se importando muito com o anuncio do meia Samir Nasri de que irá se aposentar da seleção francesa. Jogador do Manchester City, o atleta confirmou no final de semana que, aos 27 anos de idade, não irá mais defender a equipe nacional. Despreocupado com as palavras do atleta, o treinador, que não o convocou para a Copa do Mundo de 2014, fez questão de dar uma alfinetada do ex-jogador do Arsenal.

“Pois que ele vá jogar com as mulheres na seleção feminina”, afirmou Deschamps, segundo informação do jornal espanhol Mundo Deportivo.

Cansado de ver seu nome envolvido em polêmicas, Nasri optou pela aposentadoria e, apesar de ter idade para disputar a Eurocopa de 2016 e a Copa de 2018, preferiu não esperar as próximas competições e já vetou uma continuidade na seleção.

“A seleção francesa não me faz feliz. Toda vez que vou lá, é mais problema. Acho que é mais sensato parar e me concentrar no meu clube”, afirmou o atleta.

Decepcionado com a fase vivida pelo meia, Deschamps citou o desempenho atual do jogador do Manchester City para explicar sua não convocação para a Copa. “Samir pode ter sido um dos melhores jogadores do mundo com o Arsenal, mas agora apenas mais um no City que tem decepcionado muitas pessoas”, disse o comandante dos Bleus.

Em maio deste ano, a namorada de Nasri, Anara Atanes, atacou o técnico Didier Deschamps nas redes sociais. Ao saber que o meia não seria convocado para a Copa do Mundo de 2014, a modelo espanhola xingou o treinador e também a seleção francesa.

Os xingamentos fizeram Deschamps abrir uma queixa contra a modelo por insultos em público no Tribunal de Grande Instância de Paris, na parte civil. As informações foram da rádio francesa “RMC”. Ainda segundo o veículo, a Federação Francesa de Futebol (FFF) também apresentou uma queixa com Deschamps, pela mesma razão.

Sem mais artigos