O zagueiro inglês John Terry, do Chelsea, afirmou nesta quinta-feira (5) que pretende seguir jogando apesar de um exame médico ter constatado que ele fraturou duas costelas na semana passada.

Ao deixar a partida contra o Benfica, nesta quarta-feira, o jogador afirmou que não conseguia respirar. Nesta manhã, o zagueiro passou por uma revisão que apontou a lesão. No último sábado, mesmo com a lesão, Terry jogou 90 minutos contra o Aston Villa, pelo Campeonato Inglês, mas deve ser desfalque no duelo deste fim de semana contra o Wigan.

Contudo, o jogador espera estar à disposição para o jogo da próxima segunda-feira, contra o Fulham. “Levei uma cotovelada e os médicos pensaram que eu podia ter fraturado duas costelas. Eu disse que me sentia bem, mas ontem (quarta-feira) me senti mal, não conseguia respirar. Nunca tinha me sentido assim”.

O zagueiro lembrou que o local da lesão é sensível e que o tratamento é delicado, mas não quis se colocar como indisponível para os próximos jogos. “Não posso fazer apenas uma massagem para me sentir melhor, é algo que preciso tratar, mas não acho que isso significa que estou descartado”, concluiu.

Sem mais artigos