Uma cena emocionante tomou conta do Gillette Stadium, em Foxborough, em Massachusetts, nos Estádios Unidos, na noite do último domingo (05). O New England Patriots, time da casa, deu um show à parte ao homenagear a filha de Devon Still, Defensive Tackle do Cincinnati Bengals, adversário da quinta semana da NFL. Lutando contra um câncer, a pequena foi reproduzida em um telão gigante, com uma música de fundo feito por ela. Além disso, as cheerleadears usaram a camisa de seu pai durante a homenagem.

O New England Patriots venceu o jogo por, mas o resultado ficou em segundo plano. O gesto do time de Tom Brady, que também se manisfestou pelo Twitter, mostra que no esporte não existem inimigos, mas sim rivais, e apenas quando a bola está rolando, seja ela oval, redonda, grande ou pequena.

“Belo momento no Gillette Stadium. Cheerleadears dos Patriots vestindo a camisa de Devon Still, dos Bengals, em homenagem a sua filha que luta contra um cancêr”, escreveu o perfil do time durante a partida.

Outubro rosa na NFL

A quinta semana de jogos da NFL marcou o início da campanha Outubro rosa no futebol americano. Criada na década de 1990 nos Estados Unidos, a homenagem busca conscientizar as mulheres e até mesmo os homens sobre os riscos do câncer de mama. Com essa ideia, diversos atletas de várias franquias entraram em campo usando adereços na cor presente no nome do movimento, como munhequeiras, toalhas, luvas, entre outros acessórios. O quarterback Tom Brady, do New England Patriots, foi um deles.

Sem mais artigos