Torcedores do Sheffield United, time da Terceira Divisão da Inglaterra, apresentaram nesta semana uma petição ao clube para impedir que a equipe inglesa receba de volta o atacante Chad Evans, condenado em abril de 2012 a cinco anos de prisão por estupro. O atleta será posto em liberdade em outubro por bom comportamento.

“Ele já pagou a sua pena e queremos que volte a jogar por nós. Bons jogadores como ele devem continuar a jogar, e se não for conosco que seja com outros times”, disse Alan Smith, dirigente do Sheffield United, e um dos defensores do retorno do atacante ao clube inglês.

O abaixo-assinado dos torcedores do Sheffield já conta com 60 mil assinaturas e a possibilidade de descartar a atitude, para reintegrar o atleta a sociedade, já foi vetada pelos responsável.

O crime

Chad Evans cometeu o crime quando tinha 23 anos de idade e foi preso após uma relação sexual forçada com uma jovem de 19 anos. Exames de alcoolemia indicaram que a mulher estava inconsciente no momento do ato.

Sem mais artigos