Nesta segunda-feira (2) um grande evento tomou conta do estádio Santiago Bernabéu, casa do Real Madrid. Todos estavam lá para dar as boas-vindas a Gareth Bale, que veio do Tottenham Hotspur como a contratação mais cara da história do futebol: R$ 312 milhões.

Só que, em contrapartida, a data de hoje é o último dia da janela de transferências na Europa e uma notícia explosiva destoa do bom ambiente em Madrid. O craque alemão Mesut Özil está de malas prontas para ir ao Arsenal, da Inglaterra.

Em meio à festa, parte dos torcedores começaram a gritar o nome de Florentino Pérez, presidente do clube merengue, que chega a agradecer. Mas mal sabia o chefão o que estaria por vir: “Não venda Özil”, foram os gritos seguintes.

Pérez, então, fez sinal para que parassem de gritar e, com o seu pedido ignorado, aparentou não ter muita paciência com o assunto e colocou o dedo indicador à boca, como se pedisse para se calarem.

A torcida madridista, agora, não amanhecerá tão feliz, mesmo com a vinda de Bale. O site do jornal inglês Daily Mail acaba de noticiar que Özil fechou com os Gunners por € 50 milhões, ou R$ 156 milhões.

Assista à reação de Pérez no vídeo abaixo:

Presidente do Madrid negocia Özil e pede silêncio à torcida

Torcida pede manutenção de Özil em apresentação de Bale e presidente do Real se irrita

Sem mais artigos