Acreditem se uiser, mas a Ucrânia desistiu de jogar um amistoso contra a Seleção Brasileira após a fraca campanha verde e amarela na Copa do Mundo. Segundo o presidente da federação de futebol do país, Vladimir Lushku, as negociações estavam avançadas, mas a derrota por 7 a 1 nas semifinais para a Alemanha fizeram com que os europeus desistissem da ideia.

“As negociações com os brasileiros estão encerradas. O principal motivo foi o desempenho do Brasil na Copa do Mundo. Antes do Mundial, os valores giravam em torno de U$ 3,5 milhões (cerca de R$ 8 milhões), além de uma adicional de U$ 250 mil, caso o Brasil fosse campeão. Gostamos, mas ficamos de retomar a negociações após a Copa, o que não nos interessa mais”, disse o cartola para o jornal ucraniano Sport Express, em notícia divulgada nesta terça-feira (12).

Apesar de a Ucrânia não ter se classificado para sua terceira Copa consecutiva em 2014, eles estão cheios de moral. Ao invés do time pentacampeão, eles querem enfrentar agora a própria Alemanha. O que facilitaria as negociações seria o fato de ambas as federações terem como fornecedora de material esportivo a multinacional Adidas.

O Brasil já tem cinco oponentes confirmados para este ano, sendo que ainda será escolhido outro. Dias 5 e 9 de setembro, nos Estados Unidos, terão jogos contra Colômbia e Equador, respectivamente. Depois, pelo Superclássico das Américas, tem a Argentina, além de Japão e Turquia.

Na mesma entrevista para o Sport Express, Lushku chega a comentar que, durante conversas com a federação alemã, “descobriu-se que no mesmo período (que marcariam um amistoso) os alemães planejam se encontrar com os brasileiros”. A notícia não é confirmada pela CBF.

Sem mais artigos