O Ulsan Hyundai se tornou neste sábado o quarto time classificado para o Mundial de Clubes, que acontecerá em dezembro no Japão, ao vencer o Al Ahli, da Arábia Saudita, por 3 a 0 e conquistar o título da Liga dos Campeões da Ásia.

Além dos sul-coreanos, já estão garantidos no torneio continental o Corinthians, campeão da Taça Libertadores; o Chelsea, que venceu a Liga dos Campeões da Europa; e o Monterrey, que faturou o troféu da Liga dos Campeões da Concacaf. O Ulsan é o quarto time de seu país a ser campeão asiático, depois de Jeonbuk Motors (2006) Pohang Steelers (2009) e Seongnam Ilhwa (2010).

Após oito vitórias consecutivas em casa, a equipe do técnico Kim Hogon demonstrou sua superioridade no estádio Ulsan Munsu, diante de 42.153 espectadores.

Kwak Tae-Hwi abriu o placar aos 13 minutos do primeiro tempo. Na etapa final, o brasileiro Rafinha, aos 23 minutos, e Kim Seung-yong, aos 30, aumentaram a vantagem. O Al Ahli, do atacante Victor Simões, ex-Botafogo, até tentou, mas não teve forças para reagir.

O artilheiro da Liga dos Campeões da Ásia foi o atacante Ricardo Oliveira, ex-jogador de Portuguesa, Santos e São Paulo. O brasileiro balançou a rede 12 vezes com a camisa do Al Jazira, dos Emirados Árabes, eliminado nas oitavas de final pelo vice-campeão Al Ahli.

Sem mais artigos