O jamaicano Usain Bolt, recordista mundial dos 100 e 200 metros rasos, venceu neste domingo com o tempo de 14s42 a prova de exibição de 150 metros em uma pista montada na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, mas não conseguiu quebrar seu próprio recorde, que é de 14s35.

O jamaicano, que conquistou seis medalhas de ouro em Jogos Olímpicos (três em Pequim-2008 e outras três em Londres) nos 100 e 200 metros rasos e revezamento 4×100, superou seus três concorrentes na prova: o brasileiro Bruno Lins, que chegou em segundo (14s91), Daniel Bailey, de Antígua e Barbuda, e Álex Quiñónez, do Equador.

Bolt, após tomar muito cuidado na largada para não ser desqualificado, assumiu a liderança da prova nos primeiros metros e abriu uma grande vantagem.

O velocista jamaicano, dono das melhores marcas mundiais dos 100 e 200 metros, havia conseguido o recorde dos 150 metros em uma prova disputada nas ruas de Manchester (Reino Unido) em 17 de maio de 2009. O melhor registro anterior pertencia ao canadense Donovan Bailey (14s99) desde junho de 1997 em uma prova própria de corridas de exibição, já que não é disputada nem em competições olímpicas ou mundiais.

“O tempo está bom para um começo de temporada. Estou muito satisfeito”, afirmou o jamaicano ao admitir que começou recentemente sua preparação para o Mundial deste ano e após dizer que também lutou contra a alta temperatura na praia de Copacabana, de cerca de 30 graus.

“Espero encontrar todos de novo aqui em 2016”, disse o atleta à multidão presente em Copacabana ao se referir a seu propósito de disputar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Apesar de se tratar de uma prova de exibição, as condições da pista e do local foram homologadas pelas autoridades esportivas devido ao fato de Bolt ter tido a intenção de superar seu recorde de quatro anos atrás.

Na prova de 150 metros para atletas paralímpicos, o vencedor foi o brasileiro Alan Fonteles, com 15s68, que superou o americano Jerome Singleton.

“Cuidado comigo, Bolt, estou chegando”, brincou o brasileiro, ouro nos 200 metros nos Jogos Paralímpicos de Londres na categoria T44.

O grande ausente nesta prova foi o sul-africano Oscar Pistorius, derrotado por Fonteles em Londres e que tinha sido convidado para a exibição antes de ser acusado do assassinato de sua namorada.

Usain Bolt vence prova em Copacabana, mas não quebra próprio recorde

Sem mais artigos