Nesta sexta-feira (21), o meia chileno Jorge Valdivia deixou um pouco o assunto Palmeiras de lado, lembrou a fama de pé-frio de Pelé e pediu, em tom irreverente, que o Rei do futebol não coloque a seleção chilena entre as favoritas a vencer a Copa do Mundo de 2014.

“Não tem essa história de que o Pelé fala uma coisa e acontece outra totalmente contrária? Respeito muito o ídolo que ele é, mas prefiro que não fale isso do nosso país”, declarou o camisa 10, presença quase certa na convocação do Chile para o Mundial.

Quando precisou falar sério, Valdivia lembrou o grupo B, com Espanha, Holanda e Austrália, é um dos mais complicados do torneio. “Estamos em um grupo difícil, com os dois últimos finalistas da Copa, com duas grandes seleções”, comentou.

O chileno criticou também a organização do Mundial, particularmente pelos atrasos nas obras dos estádios e na infraestrutura complementar.

“Concordo com o que se fala, que a estrutura do país para receber a Copa do Mundo não está 100%. O fato de a seleção da Alemanha construir um CT próprio mostra que para eles não há estrutura necessária para ficar um mês no pais”, concluiu.

Sem mais artigos