Depois de desabafar no Twitter, Jorge Valdivia resolveu colocar um ponto final nas especulações a respeito do seu futuro no Palmeiras. Em entrevista ao “Jogo Aberto”, da Band, o meia chileno disse que teve uma reunião com Arnaldo Tirone, presidente do clube, na noite de quarta-feira e resolveu pela permanência na equipe paulista.

“Ontem à noite tive reunião com o presidente Tirone na casa dele e esclarecemos tudo. Ele disse que tinham pessoas falando que eu tinha dito que queria sair e em momento nenhum eu falei isso. Tem dois empresários que me procuraram dizendo que o Palmeiras já teria aceitado proposta de um time do Qatar, o Al Sadd. E eu fiquei triste. Quando eu fiquei sabendo que a diretoria queria me vender eu disse: ‘então tá bom eu quero ir embora também’. Mas ontem eu falei com o presidente e ele disse que o Palmeiras não quer me vender e já que a diretoria não quer me vender eu não quero sair. Quero ficar aqui, cumprir meu contrato e tentar gradar o torcedor”, disse o camisa 10 do Palmeiras.

Valdivia disse ainda que não quer ser o jogador polêmico e que luta para voltar a se apresentar no melhor de sua forma, como na primeira passagem pelo Palmeiras, em 2008.

“Gosto muito daqui, não quero criar polêmica e não quero ser o um jogador polêmico. Quero deixar claro que não quero sair e não pedi pra sair. Sei que eles (torcedores) querem que eu seja o cara de 2008. Eu também quero, mas tem que entender que o time não é o mesmo. estou aqui para representar muito bem o nosso verdão. quero ficar e respeitar os três anos de contrato”, finalizou. 

Sem mais artigos