Depois de iniciar a semana reclamando das críticas feitas pelo presidente Arnaldo Tirone em 2011 e “cobrando” uma atitude diferente da diretoria nesta temporada, o meia Valdivia, após o empate por 1 a 1 com a Portuguesa, no Pacaembu, na noite de quarta-feira, explicou as declarações. 

O Mago fez questão de afirmar que não teve a intenção de desmoralizar o mandatário alviverde. 

“Não xinguei ninguém e nem desrespeitei. Foi só uma opinião minha, porque o clube tem de valorizar seus jogadores. Isso já foi, não sei por que gerou tanta fumaça. Você não tem que gostar de tudo que as pessoas falam de você”, destacou o chileno.

Valdivia torce por uma postura diferente da cúpula alviverde e promete não se envolver em trocas de farpas. O chileno está convicto que a ausência de polêmicas no clube vai ajudar a equipe a apresentar um bom rendimento dentro de campo. 

“Durante a semana, falei que quem tem que fazer o time a vencer somos nós mesmos, porque os problemas são sempre de dentro para fora. A diretoria é a diretoria, e os jogadores são os jogadores. Temos de mentalizar nosso grupo e nossos problemas em campo”, completou o camisa 10 do Verdão. 

Sem mais artigos