O ex-goleiro Edwin van der Sar defendeu das críticas o sucessor na meta do Manchester United, o espanhol David De Gea, mas afirmou que o jovem de 21 anos precisa aprender a jogar sob pressão para recuperar a titularidade, perdida para o dinamarquês Anders Lindegaard.

“É muito difícil chegar a um novo clube e um novo campeonato, principalmente o Campeonato Inglês. É algo que exige muito e pode ser muito difícil. Mas ele tem que lidar com isso (a pressão). O Manchester pagou muito dinheiro por ele, e ele tem que corresponder”, declarou o ex-goleiro, que se aposentou aos 40 anos, após a derrota para o Barcelona na final da Liga dos Campeões.

De Gea foi contratado em agosto do ano passado pelo United, que pagou 21,4 milhões de euros ao Atlético de Madri pelo jogador. O espanhol teve a confiança do técnico Alex Ferguson, mas foi criticado por torcedores e pela imprensa logo nas primeiras semanas.

Nas últimas partidas, Lindegaard vinha sendo titular, mas uma lesão no joelho o afastou dos gramados por mais de um mês.

Após o empate em 3 a 3 com o Chelsea, a rede de televisão “BBC” classificou a atuação de De Gea como digna do livro “O Médico e O Monstro”, obra conhecida por sua representação do fenômeno de múltiplas personalidades, já que “foi superado em vários cruzamentos, mas fez uma defesa espetacular nos acréscimos”.

Sem mais artigos