O técnico do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo, revelou nesta sexta-feira (05) em entrevista coletiva ter sido assaltado na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, enquanto dirigia rumo ao Ninho do Urubu, no Recreio, para mais um treino do Rubro-Negro.

Um ladrão o abordou na garupa de uma moto durante um sinal vermelho, apontou um revólver e roubou um relógio, segundo o treinador do Fla. O roubo aconteceu na manhã da quinta-feira (04) na Avenida das Américas, uma das mais importantes do Rio.

“Já fui assaltado pela Receita, por bandido… Isso é Brasil. Levei um susto, o cara meteu o revólver na minha cara. É duro. Estava parado no sinal, e ele apontou a arma. Disse que não ia atirar. Ainda bem que não”, relatou Luxemburgo, que não sabe se foi reconhecido.

“Entreguei o relógio, e ele foi embora. Não fui à delegacia, levou, levou. Mas tenho medo dessas situações. No susto, o cara pode atirar”, completou o técnico.

Ainda segundo Luxemburgo, quando ia para centro de treinamento na última sexta-feira (05), uma outra motocicleta “suspeita” parecia segui-lo, o que o fez chamar a polícia.

Sem mais artigos