Nesta sexta-feira (14), uma das principais competições esportivos terá início para sua 16ª  edição. Em Guadalajara, atletas de 36 modalidades, as 26 olímpicas e mais dez novas, disputarão durante duas semanas medalhas do Pan-Americano.

Estima-se que no evento mexicano, o dinheiro investido em infraestrutura esportiva chegou a casa dos US$ 200 milhões.

Em homenagem ao evento, o Portal Virgula resolveu listar cinco motivos para você ficar atento a essa competição que muitas vezes é desdenhada.

Sem Galvão

Com os direitos de transmissão exclusivos da Record em televisão aberta, os brasileiros poderão ver conquistas dos atletas nacionais sem a “emoção” e as frases de efeito do narrador Galvão Bueno.

Modalidades novas

Competições como o Pan-Americano dão oportunidades para novas modalidades aparecerem para toda a população. Nesta edição, destacamos o rúgbi brasileiro que vem com uma equipe forte em busca de medalha e o boliche que é um esporte sem tradição alguma no país, tampouco na televisão.

Novidade

Desde Chaves, que encerrou suas gravações em 1983, o México não produz grandes “eventos”. Antes, a última grande produção mexicana foi os Jogos Pan-Americano de 1975 na Cidade do México.

Medalhas

O Pan-Americano, por ser uma competição que não conta com os principais atletas de alguns países, é o torneio em que o Brasil geralmente conquista mais medalhas. No Rio de Janeiro, em 2007, foram 157 no total, sendo 52 de ouro, 40 de prata e 65 de bronze.

Revelações

A competição deste ano pode ser fundamental para o sucesso brasileiro no Rio de Janeiro em 2016. Jovens atletas que destacarem no evento desse ano têm grandes chances de, com mais experiência, despontar de vez nas Olimpíadas daqui cinco anos.

Sem mais artigos